Nos acompanhe através das redes socias

Boletim Informativo

Para manter-se atualizado, cadastre seu e-mail e receba os nossos informativos periódicos!

01 de Outubro de 2019

ITI - O setor de certificação ICP-Brasil deve caminhar junto para o futuro digital

Fonte: ITI

O encerramento do CERTFORUM 2019 reuniu os representantes das associações do setor de certificação digital para uma defesa do modelo de Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira – ICP-Brasil e seu desenvolvimento para se consolidar como padrão das políticas nacionais.

“São 18 anos de maturidade e desenvolvimento. Estamos cada vez mais antenados ao governo digital. As transformações demoram um pouquinho no nosso país, mas elas chegam e chegam em bom tempo”, declarou o Presidente da Associação Nacional de Certificação Digital - ANCD, Egon Schaden, que reverenciou o CERTFORUM como o ambiente mais propício para a discussão sobre o futuro do setor.

Os próximos passos da certificação digital, segundo o presidente da Associação Nacional de Autoridades de Certificação Digital - ANCERT, Renan Souza, devem perpassar um sistema nacional de certificação digital saudável, ético e eficiente para o cidadão e para o governo.

A presença da segurança ICP-Brasil nas políticas desenvolvidas pelo Governo Federal demostra o reconhecimento da tecnologia para a segurança da digitalização e desburocratização do país. O destaque foi dado pelo presidente da Associação das Autoridades de Registro do Brasil - AARB, Edmar Araujo, que citou a Lei de Liberdade Econômica para a modernização e incentivo às atividades empresariais, reduzindo a burocracia.

Medida Provisória convertida em Lei em 20 de setembro, o normativo traz de forma exclusiva o uso da certificação digital ICP-Brasil para a digitalização e conservação documental, de comprovação de autoria e integridade de documentos em forma eletrônica.

Parceria

É senso comum entre os representantes das associações que o setor deve caminhar junto para o futuro digital do Brasil. A presidente-executiva da Associação Brasileira de Tecnologia e Identificação Digital - ATID, Francimara Viotti, defendeu o modelo colaborativo para “enfrentar aquilo que impede a massificação dos certificados digitais no modelo ICP”.

A defesa é corroborada pelo presidente-executivo da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia em Identificação Digital - Abrid, Célio Ribeiro. “Nossa função associativa é a de colaborar e subsidiar o governo com tecnologia, com apoio, com informação e com incentivo a melhores práticas e conceitos de segurança em tecnologia. Estamos juntos e queremos, sim, construir a várias mãos para um único objetivo: o sucesso do nosso projeto de certificação digital”, declarou.


Fonte: ITI

Confira Também